“A Questão das Drogas: Conexões Possíveis”: colóquio na Formação Freudiana.

Publicado: outubro 8, 2014 em Uncategorized

A Formação Freudiana convida a todos para o Colóquio sobre o tema “A Questão das Drogas: Conexões Possíveis” no dia 23 de outubro, das 20h às 22h, em Ipanema.

O consumo de drogas não foi inaugurado na Modernidade e nem na contemporaneidade, entretanto, vimos assistindo ao seu incremento, em larga escala. Em consequência disso, diversos saberes têm empenhado esforços para acompanhar este fenômeno. Nesse sentido, a psicanálise também está atenta mas, para além de analisar suas implicações políticas, econômicas e sociais, busca também acolher ao sujeito que tem problemas com drogas, bem como, oferecer outras possibilidades, mais expansivas. Desde Freud e Ferenczi passando por Winnicott, até os psicanalistas contemporâneos, o uso de substâncias químicas que alteram a percepção nunca foi novidade, entretanto, a reflexão acerca dele está longe de se esgotar. Os libertinos, os loucos, os alcoólatras sempre foram passageiros privilegiados na “Nau dos insensatos” em que os atuais adictos têm também o seu lugar. No intuito de ampliar a reflexão em torno do tema das drogas, esse colóquio pretende promover o debate e a troca de conhecimentos teóricos e clínicos.

PROGRAMA:
Autores apresentarão seus textos sobre o assunto:

Ricardo Parente de Mello>>

“Toxicômanos ou Adictos – Uma Clínica Possível”.

Karen Figueiredo>>
“O Problema da Liberdade nas Compulsões”.

Cynthia Baldi
>>
“Algumas Reflexões Acerca do Consumo de Drogas na Contemporaneidade”.

Débora Dantas>>
“Droga – A Ponta do Iceberg”.

Evento aberto ao público.

Inscrições através do telefone {21} 2266 3300 ou {21} 3149 3375.
ENTRADA FRANCA.

DATA: Quinta, 23 de Outubro, das 20h às 22h.

LOCAL: FF Ipanema. Rua Visconde de Pirajá nº 111 / sala 213. Rio de Janeiro, RJ.

REQUISITOS PARA FORMAÇÃO PSICANALÍTICA:

O candidato à formação em psicanálise pela Formação Freudiana deve preencher os seguintes requisitos:
– Curso superior completo
– Apresentação de currículo
– Entrevista com coordenadores da instituição
– Apresentação de carta de intenções.


Como se Inscrever:

Os candidatos à formação em psicanálise que preencherem os pré-requisitos devem procurar a secretaria através do telefone:
(21) 2266 3300.
Falar com Lúcia.

Sobre a Formação Freudiana:

A Formação Freudiana é uma instituição de psicanálise que orienta o estudo, o ensino, e a clínica da psicanálise, respeitando, sem dogmatizar, a multiplicidade e os desafios da teoria e da clínica psicanalítica. Manter o texto freudiano como balizador dos estudos e pesquisas, as diferenças e a pluralidade que marcaram a constituição do seu pensamento e de outros autores que o tenham enriquecido, estudando o fazer clínico, e enfrentando os desafios do ofício nas condições atuais em que nos encontramos todos. Esta têm sido a fonte inesgotável de nossa ocupação.

Nos seus 20 anos de existência, muitos, alguns e sempre Chaim Samuel Katz criaram condições para a sua permanência e sua insistência, distantes de um ecletismo que gera aplainamento e de uma ortodoxia que não acolhe a dúvida.
Somos um espaço institucional que desenvolve um projeto de ensino continuado com a proposta de formar o psicanalista, dentro de uma trajetória a ser traçada através dos procedimentos que adotamos. Visando à clínica em Psicanálise, na diversidade de suas ações a formação inclui uma psicanálise pessoal, supervisão clínica e ensino teórico em seminários.
Fazer Psicanálise é um aprendizado, cheio de implicações, para lidar com fenômenos difíceis e sutis. A Formação Freudiana se coloca o desafio de efetivar a construção do trabalho do psicanalista e sua legitimação no interior de nossas orientações institucionais.

As atividades da Formação Freudiana para os membros em formação estão assim orientadas:

1) curso de formação – teórico e/ou clínico com duração mínima de oito semestres
2) apresentação de trabalhos em atividades abertas ao público: simpósios, seminários clínicos e palestras;
3) inserção na Clínica da Formação Freudiana com a supervisão de membros titulares;
4) atividade de Mobilização Clínica aos membros em formação, aos que optaram pela atividade clínica.

A formação de um psicanalista é baseada no tripé, proposto por Freud, análise pessoal, estudos teóricos e clínicos e supervisão clínica. A análise pessoal deve ser realizada durante o percurso do aluno em formação com um analista da Formação Freudiana ou com um analista reconhecido pela Formação Freudiana. A supervisão de casos clínicos deve ser feita obrigatoriamente com um analista Membro Titular da Formação Freudiana.

Fonte: Formação Freudiana. Acesso em http://www.freudiana.com.br/destaques-home/coloquio-da-ff-questao-das-drogas-conexoes-possiveis.html#more-1700

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s