A proposta da oficina é promover uma experiência de sensibilização com pessoas de diferentes áreas e interesses para uma prática de ouvir e contar histórias.

Ementa: Ouvir, contar, ler e ver. As narrativas e as diferentes práticas leitoras. O texto, a oralidade, as imagens e as escrituras. A ação, reação e interação dos contadores de histórias e seus públicos. A leitura em voz alta. A relação espacial e o corpo/voz. Dinâmicas de ações dramáticas. Apresentação de filmes de animação.
Metodologia: Leitura de textos, contação de histórias, apresentação de audiovisual (documentários sobre o tema), exercícios de práticas de leitura e de narração.
Prof. Francisco Gregório Filho, Contador de histórias e escritor. Desenvolve oficinas de formação de contadores de histórias há mais de 30 anos no Rio de Janeiro e em outras cidades do país. Publicou livros de histórias para leitores infantojuvenis e para adultos.
Também escreve artigos para jornais e revistas sobre práticas leitoras e a ação de contar histórias. Foi o primeiro coordenador do PROLER (Biblioteca Nacional/Ministério da Cultura) entre 1992 e 1996. Gestor de programas e projetos com as diferentes linguagens artísticas e a formação de leitores. Alguns de seus livros: Dona baratinha e outras histórias (Rocco); Lembranças amorosas (Global) e Ler e contar, contar e ler (Letra Capital).
De 18 a 22/07 das 18h às 21h.
 Carga horária: 15h.
Inscrições e informações
Estação das Letras. Rua Marquês de Abrantes, 177 – Lojas 107/108 :: Flamengo. Rio De Janeiro, RJ 22230-060. Brasil.
Acesso em  http://estacaodasletras.com.br/

Jornal Mundo Jovem

Publicado: julho 14, 2016 em Uncategorized
Mundo Jovem

Edição de junho/2016 - Mundo Jovem

 

A deficiência não impede a convivência

Corrupção e desigualdade andam juntas. A democracia faz outro caminho

Vida digna no campo, a partir do protagonismo juvenil

Os mistérios em torno do Estado Islâmicoresumo da edição

Endereço: Cx Postal 1429 – PORTO ALEGRE – RS / Fone: 0800-515200 – Fax: (51) 3320-3889

CURSO DE HEBRAICO

Publicado: julho 14, 2016 em Uncategorized
Copyright © 2016 Cidade das Artes, All rights reserved.

Cidade das Artes

Av. das Américas, 5300, Barra da Tijuca

Rio De Janeiro, Rj 22793-080

Brasil

biblioteca31

O Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ) abre esta chamada pública de candidatura a 1 (uma) bolsa de pós-doutorado fornecida pela Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (CAPES), através de seu Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD). O pós-doutorado, de caráter institucional, visa a reforçar os quadros do Programas de Pós-graduação em Sociologia do IESP/UERJ, por meio do engajamento de jovens doutores em atividades de ensino, pesquisa, extensão e, eventualmente, de orientação. Espera-se que o(a) bolsista selecionado(a) participe ativamente das atividades e da vida institucional do PPGS.

Requisitos

– Possuir título de doutor obtido no Brasil ou no exterior, quando da implementação da bolsa. Não serão aceitas candidaturas de doutores diplomados pelos programas de pós-graduação em Sociologia ou Ciência Política do IESP/UERJ;
– Não possuir vínculo empregatício ou comprovar o afastamento integral das atividades;
– Ter dedicação exclusiva às atividades acadêmicas no PPGS.

Inscrições

As inscrições estão abertas até o dia 20 de julho de 2016. Os interessados deverão encaminhar um e-mail intitulado “Seleção PNPD” ao endereço eletrônico cavelar@iesp.uerj.br, com um dossiê
contendo os seguintes documentos:
1. Currículo devidamente atualizado (CV Lattes no caso de candidatos brasileiros; candidatos estrangeiros devem fornecer o CV no formato proposto no Anexo III da Portaria CAPES no
86/20131);
2. Projeto de Pesquisa no âmbito de uma das linhas de pesquisa do PPGS;
3. Proposta de disciplina a ser ministrada no PPGS (ementa e plano de curso).
– O projeto e o plano de curso deverão ser compatíveis com as linhas de pesquisa do PPGS.
– A documentação poderá ser entregue em português, inglês, espanhol ou francês, mas o(a) candidato(a) deverá ter proficiência em português.

Bolsa

O(a) candidato(a) selecionado(a) receberá uma bolsa PNPD/CAPES, para um período de 12 meses, renovável dependendo da avaliação de uma comissão do PPGS, a partir de um relatório de atividade anual a ser entregue pelo(a) pesquisador(a) antes do vencimento do primeiro ano de bolsa.

Processo de seleção

O processo de seleção se dará em duas fases. A primeira fase consiste em análise do dossiê entregue pelos(as) candidatos(as). Os aprovados serão convocados para uma entrevista oral, instrumento da segunda etapa da avaliação. Candidatos residentes fora do Rio de Janeiro, poderão requisitar que a entrevista seja feita via Skype. A seleção será feita por uma comissão do PPGS-IESP-UERJ, constituída pelos professores Breno Bringel, Mariana Cavalcanti e Nelson do Valle. Em função do perfil do(a) bolsista e de seu projeto de pesquisa, a comissão de seleção indicará um docente do PPGS como supervisor responsável durante o período de duração da bolsa. No mais, se aplicam todas as normas da Portaria CAPES no 86/2013, que institui e regulamenta o Programa Nacional de Pós-Doutorado.

Casos omissos na presente chamada, serão julgados pela comissão de seleção.

Calendário

– Inscrições: 4/7/2016 a 20/7/2016
– Divulgação do resultado da primeira fase: 25/7/2016
– Entrevistas: 28/7/2016
– Resultado final: 29/7/2016

A chamado completa em formato PDF pode ser baixada aqui.

Rio de Janeiro, 04 de julho de 2016.
FERNANDO DE CASTRO FONTAINHA
COORDENADOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

 

 

 

pucclinica

A Clínica Psicológica “Ana Maria Poppovic” do Curso de Psicologia da FaCHS PUC/SP promoverá simultaneamente três Encontros Serviço-escola em 2016, abarcando o estado de São Paulo e o âmbito nacional.

Para fomentar as discussões sobre a produção e a transmissão de conhecimentos, nas diversas áreas de atuação do psicólogo, enfatizando a dimensão clínica em sua prática e pesquisa, elegemos os seguintes eixos temáticos para nortear as discussões:

1. Novos sentidos da atuação da rede do serviço-escola na rede de serviços;
2. Avaliação psicológica e suas demandas atuais em diversos contextos;
3. Os desafios das articulações da universidade com a saúde mental;
4. Desafios das práticas clínicas na atualidade no serviço-escola;
5. Os desafios do trabalho clínico com as situações de violência.

Esperando que o Encontro possa ampliar a interlocução entre as clinicas-serviços-escolas de e suas estratégias de atendimento à população e à formação do psicólogo, contamos com sua presença para enriquecer nossa rede de pesquisa, trabalho, ação e formação.

Saiba mais: http://www.pucsp.br/evento/encontros-servico-escola

1px

Acesse o site www.citypenha.com.br

Edição de Julho 2016

Revista CityPenha
Edição de Julho
Edição de Junho